triangle dotted-square solid-square circle

Law of Attraction

The law of intention

intention

All intentions and desires contain their own possibility of realization in the field of pure potential, intention and desire have infinite organizing power. When we introduce an intention into the fertile soil of pure potentiality, we put that infinite organizing power to work for us.
In the beginning it was desire; which was the first seed of the spirit, the wise men, meditating from the bottom of their hearts, discovered with their knowledge the connection between the existing and the non-existent.

The Anthem of Creation, Rig Veda.
The fifth spiritual law of success consists of the law of intention and desire.
This law is based on the fact that energy and information exist everywhere in nature. In fact, at the level of the quantum field, there is nothing but energy and information.
The quantum field is just another name for the field of pure consciousness and potentiality. This field is influenced by intention and desire.
If we reduce a flower, the rainbow, a tree, a leaf of grass, a human body to its essential components, we will see that they are made up of energy and information.
The entire universe, in its essential nature, represents the movement of energy and information. The only difference between a human being and a tree is the information content and the energy of the respective bodies.

On the material plane, both the human being and the tree are made up of the same recycled elements: basically, carbon, hydrogen, oxygen, nitrogen, and other elements in smaller quantities. You could purchase these items at a hardware store for little money.

Therefore, what makes the difference between the human being and the tree is not carbon, nor hydrogen, nor oxygen. In fact, the human being and the tree exchange oxygen constantly with each other. The real difference between the two lies in energy and information. In the nature system, we are a privileged species.

We have a nervous system capable of recognizing the energy and information content of the localized field that gives rise to our physical body, we have the subjective experience of that field, in the form of our own thoughts, feelings, emotions, desires, memories, instincts, impulses and beliefs.
We still have the objective experience of that field, through the physical body, and through the physical body, we have the experience of that field in the form of the world, but everything is the same substance. That is why the ancient prophets said "I am this, you are that and that is all there is."

Our body is not separated from the body of the universe, because in the plane of quantum mechanisms there are no well-defined boundaries. We are like waving lines, waves, assessments, convolutions, eddies, disturbances located in the immense quantum field (the universe), which is an extension of our body.

The human nervous system not only recognizes the information and energy of its own quantum field but can also consciously modify the content and information that its physical body originates, since human consciousness is infinitely flexible, due to its wonderful nervous system.

We can consciously change the information and energy content of our own quantum mechanical body and thus influence the energy and information content of the extent of our body - our environment, our world, and cause things to manifest. This conscious transformation takes place through two qualities inherent in consciousness: attention and intention.
Attention transmits energy and intention transmits form.
We attach strength to all the things in our life to which we apply our attention.
The things to which we do not apply our attention weaken, disintegrate and disappear.

The intention, in turn, triggers the transformation of energy and information.
It organizes its own realization. The quality of the intention applied to the object of attention orchestrates an infinity of spatio-temporal occurrences that lead to the intended effect, as long as we follow the other spiritual laws of success. This is because, in the fertile ground of attention, intention has infinite organizing power.

This organizing power means the power to organize an infinite number of spatio-temporal events, all simultaneously.
We can see the expression of this infinite organizing power in every blade of grass, in every apple blossom, in every cell of our body. We find it in everything that is alive.
In the system of nature, all things are connected.

Nature is a symphony. This symphony is orchestrated in silence on the primordial plane of creation. The human body is another good example of this symphony.

A single cell in the human body does about six trillion things per second and has to know what all the other cells are doing at the same time. The human body can, at the same time, play music, kill germs, make a baby, recite poetry and control the movement of the stars, since the field of infinite correlation is part of its field of information.

The nervous system of the human species has a remarkable characteristic, a being capable of commanding infinite organizing power, through conscious intention. It has infinite flexibility.
In other words, if we do not violate the other laws of nature, through intention we can literally command the laws of nature, in order to fulfill our dreams and desires.

We can put the cosmic computer, with its infinite organizing power, to work for us. We can enter the primordial field of creation, introduce an intention into it and just because we have introduced that intention we are activating the field of infinite correlation.

Intention is the basis for supporting the easy, spontaneous and current flow of pure potentiality, seeking the manifest to express the non-manifest.
Our only care should be to use the intention for the benefit of the human species.
This will happen spontaneously, if we comply with the seven spiritual laws of success.
Intention is the real power behind desire. The intention, in itself, is very powerful, because it consists of the desire, without the concern of the result.
The desire, in itself, is weak, since for most people the desire consists of attention linked to worry.

The intention consists of desire, strictly complying with all other laws, but in particular the law of detachment, which constitutes the sixth spiritual law of success. Combining intention with detachment leads to a knowledge of the present moment centered on life. When the action takes place within the knowledge of the present moment, it becomes more effective.

Our intention is directed towards the future, but our attention is in the present, our intention for the future will manifest itself, because it is in the present that the future is created. We must accept the gift as it is.
Let us accept the present and create intentions for the future. The future is something that we can always create through detached intention, but we must never fight against the present.

The past, the present and the future represent properties of consciousness.
The past constitutes remembrance, memory, the future represents anticipation; the present represents knowledge.
Therefore, time constitutes the movement of thought. Both the past and the future are born in the imagination; only the present, which represents knowledge, can be said to be real and eternal. It can be said that the present is: The potential of the space-time relationship, of matter and energy.

It constitutes an eternal field of possibilities for the manifestation of abstract forces, whether it be light, heat, electricity, magnetism or gravity. These forces are neither in the past nor in the future. They just are. Our interpretation of these abstract forces gives us the experience of the concrete form and phenomenon.

The reminiscent interpretations of abstract forces generate the experience of the past; the anticipatory interpretations of the same abstract forces create the future. They constitute the qualities of attention in consciousness. When these qualities are released from the weight of the past, action in the present becomes fertile ground for the creation of the future.

The intention, based on this carefree freedom of the present, serves as a catalyst for the correct mixture of matter, energy and spatio-temporal occurrences, in order to create everything you want.
If you have a knowledge of the present centered on life, the imaginary obstacles, which make up more than ninety percent of the known obstacles, disintegrate and disappear.
The remaining five to ten percent of the known obstacles can be transformed into opportunities with a directed intention.

Directed intention is the quality of care that is characterized by the uncompromising firmness of its objective. It means that we apply our attention, in the sense of obtaining the result we desire, with a firmness of objectives so inflexible, that we absolutely refuse any obstacle that can consume and dissipate the focused quality of our attention.
In our conscience, there is a total and complete exclusion of all obstacles.
We are able to maintain an unshakable serenity, at the same time that we commit ourselves to our goal with an intense passion. This is the simultaneous power of detached knowledge and focused and directed intention.

Learn to harness the power of intention and create everything you want.
You can also get results, through great effort and suffering, but this has costs, which can range from stress to heart attack, or to the impairment of the functions of your immune system. It is much better to comply with the following five rules of the law of intention and desire.

Following these five rules to fulfill your desires, intention will generate its own power:


1 - Slide through the opening.

This means concentrating on the silent space between thoughts, entering the silence - a level of Being that constitutes your essential state.

2- Once you are established in that state of Being, release your intentions and desires.

In the opening itself, there are no thoughts or intentions, but when you leave the opening, at the junction between it and a thought, the intention is introduced.
If you have several goals, write them down and focus your intention on them before entering the opening. If you want a successful career, for example, enter the opening with that intention and the intention will already be there, like a faint light of knowledge.
By releasing your intentions and desires in the opening, you are planting them in the fertile soil of pure potential, expect them to flourish when the season arrives.
You should not dig to see if the seeds of your desires are growing, nor should you get too attached to see how they will develop. The only thing you have to do is release them.

3 - Stay in the self-referral state.

This means that you must remain in the realm of knowing your true Self - your soul, your connection to the field of pure potentiality.
It also means that you should not look at yourself through the eyes of the world, or let yourself be influenced by the opinions and criticisms of others.
A good way to maintain this state of self-reference is to keep your desires to yourself; do not share them with anyone else, unless they are people who have exactly the same desires as the reader and are very close to you ...

4 - Give up worrying about results.

This means that one should not be too attached to the expectation of a specific result, but to live with the knowledge of uncertainty. It means that you should enjoy every moment of your life, even if you don't know the results.

5 - Leave the details to the care of the universe.

Their intentions and desires, once freed, have infinite organizing power.
Trust in the infinite organizing power of intention. He organizes all the details for you. Remember that your true nature is pure soul. Always keep your soul conscious wherever you go, gently release your desires, and the universe will take care of the details for you.
I will not let any obstacles consume and dissipate the quality of my attention in the present moment.
I will accept the present as it is, and let the future unfold through my deepest desires and intentions.

Positive results will return to you, following the natural laws of the universe.





ser feliz

O poder das Escolhas:

Tudo aquilo que cria ou não na sua vida, deriva de escolhas.
Abrace e entenda a dinâmica desse ingrediente essencial do poder. Se sofre quando se despoja, sentindo que não está no controlo do seu destino. A liberdade está em entender que pode escolher tudo! Mesmo na "inação", existe uma escolha. Na realidade, não há verdadeira inação ou estagnação.

Pode justificar a sua situação proclamando: "Não tenho escolha" "Não posso fazer nada para mudar as minhas circunstâncias" "não existe nada que eu possa fazer" etc. Essa é uma falsa crença.
Pode sim "escolher" permitir que o mundo exterior afete como vê a sua situação; nunca há uma situação em que não tenha poder e escolha.

Com cada escolha, existe uma consequência e um preço energético associado. Então, está apenas a escolher qual preço energético que decidiu pagar.
Se está atualmente numa situação de emprego em que se sente infeliz, pode tentar fazer várias escolhas.
Pode optar por ficar porque tem medo da mudança, da economia ou se pode, ou não encontrar outro meio de rentabilidade. O preço que vai pagar por essa escolha é continuar com sentimentos de tédio, raiva, desesperança, letargia ou depressão. Eventualmente, esse sentimento afetará outras áreas da sua vida. Pode ainda mudar a energia de como vê a sua situação. O simples ato de usar uma forma de pensamento fortalecedor pode criar uma mudança dramática em como encara a sua situação. "Vou ficar neste trabalho porque me proporciona uma renda neste momento. Manterei os meus olhos abertos para novas oportunidades e sei que esta é uma situação temporária e posso escolher novamente a qualquer momento".

Pode optar por deixar o trabalho com a compreensão de que é um ser criativo e pode manifestar uma nova fonte de renda. De uma visão externa, isso parece ser a opção mais "cara" em termos de energia. No entanto, noutro nível, não é.
O que é necessário é uma profunda fé. O primeiro desses três exemplos é, na verdade, o mais "caro" para continuar a viver sob tais circunstâncias, roubando a sua força vital. O mais gentil dos três é a segunda opção, mais ousada e mágica é a última.
A mesma sabedoria aplica-se aos relacionamentos (tanto platónicos quanto românticos)

Pode escolher por ficar num relacionamento infeliz, estagnado ou abusivo. Pode continuar a reclamar sobre como é infeliz e como não pode deixar o relacionamento por várias razões. Pode justificar e dar desculpas para as suas circunstâncias - ainda; o tempo todo continuará a viver de ansiedade e dor. Pode optar por sonhar continuamente sobre o que mais pode estar reservado para si, mas nunca se dando a oportunidade de explorar as possibilidades.
O preço para esta escolha é um valor não calculável.

Pode optar por deixar o relacionamento e entender que essa escolha pode levar a um pouco de dor e solidão por um curto período. Pode sentir tristeza e perda, mas com isso virá uma inegável sensação de liberdade. O nível da sua ansiedade, pensamentos e sentimentos negativos diminuirá, abrindo caminho para uma vibração mais elevada da vida, afirmando energia. A sua afirmação seria "Escolho deixar este relacionamento / amizade porque não está a contribuir para a minha alegria e felicidade final. Sei que pode ser doloroso por um tempo - ainda assim, também sei que há milhões de pessoas no planeta e inúmeras oportunidades para conhecer novos amigos e amores ".

Quando usa a palavra escolha numa afirmação, oração ou pensamento - os ouvidos dos anjos animam-se e eles escutam. O Universo começa a realinhar o seu mundo para atender a essa escolha.
O mesmo princípio aplica-se ao que vê como "ausente" na sua vida.
Quer criar um negócio, prosperidade, um novo emprego ou um relacionamento, mas vê que nada está a manifestar-se na sua vida. Pode então escolher como vê a sua situação. Pode fazer escolhas conscientes sobre como chegar ao lugar que ambiciona.
Declarações como "nunca trabalharei para mim mesmo, não tenho meios para criar o meu próprio negócio".
"Eu nunca vou encontrar um bom emprego", "Nunca vou encontrar a minha alma gémea", "Eu sempre serei pobre", "Nunca vou conseguir o que eu quero" - tudo reforça a ESCOLHA de criar mais do mesmo.

Escolha afirmações e formas de pensamento criativas e de vida e observe como a sua vida é transformada.
Escolho dar passos para mergulhar no conhecimento e aprendizado que preciso para começar o meu próprio negócio. Escolho colocar toda a minha energia para criar o que quero.
Escolhi SABER que há uma abundância maravilhosa de potenciais parceiros de vida e amigos no mundo para mim. Escolho atrair pessoas com quem gostarei de estar.
Escolho abraçar saúde e vitalidade.
Opto por sentir-me bem.
Decido permitir que a prosperidade flua para a minha vida.

Escolho permitir que o meu discernimento espiritual e fé sejam a minha força orientadora.



Aceitação ou Resistência?

aceitaçao

Resistência por vezes é saudável, porém se for resistência sutil e ponderada.
Sensação de restrição, aperto, bloqueio, sentimento de frustração, confusão emocional, julgamento, são sintomas de resistência.

Quando algo ruim acontece na sua vida, aceite, mas tenha em mente que é uma situação passageira, aceitação construtiva é diferente de resignação.
A resistência é útil se houver uma gripe ou um vírus, por exemplo. Se o sistema imunológico do seu corpo está a funcionar como deveria, terá uma boa "resistência às doenças", ficará saudável.
A resistência à tentação de fazer algo que vai contra os seus valores fundamentais irá fortalecê-lo, ao mesmo tempo, em que ceder a essa tentação enfraquecerá o seu carácter.

A resistência pode ser um indicador de que algo não está certo para si. É bom notar resistência e perguntar-se: "Por que sinto essa resistência?"
Há outro lado na resistência. O outro lado da resistência destrói exatamente aquilo que desejamos.
Essa resistência surge da antipatia pela mudança. Os seres humanos são um pouco peculiares, pois oferecemos um desejo ao universo, e então resistimos às próprias mudanças que esse desejo coloca em movimento.

Emoções são "energia em movimento" (emotion= energy in motion). Quando tentamos suprimir uma emoção (especialmente uma que julgamos negativa ou perigosa) ela não desaparece, ela entra na nossa mente subconsciente onde silenciosamente sabota a nossa vida ao estabelecer resistência que convida a experiências mais negativas e cria tensão entre pessoas que costumavam divertir-se.

Resistência não apenas atrasa a manifestação dos nossos desejos - a resistência desintegra-se; separa; decompõe-se; fragmenta o nosso verdadeiro eu. Perdemos o nosso senso de integridade.
Nós sentimo-nos desligados da fonte (Deus, o divino). Essa desconexão começa a manifestar-se em como nos sentimos sobre nós próprios e como nos relacionamos com os outros. Logo, estamos a medir forças com o nosso melhor amigo e culpando-o pela situação. Soa familiar?
O que podemos fazer sobre resistência? Existe uma alternativa? Devemos resistir à resistência? Isso não funciona.
Se notarmos resistência e tentarmos suprimi-la ou resistir - criamos mais!

A alternativa é aceitação. Não resignação, mas aceitação criativa.
Mudança está ligada a acontecimentos. As pessoas vão fazer escolhas que afectam as nossas vidas. Vamos fazer escolhas que tenham um efeito sobre os outros.

Charles Handy disse: "A mudança é a única constante".

Como lidamos com a mudança - convidados ou não - afetará a nossa vibração e, por sua vez, a nossa qualidade de vida.
Tire alguns momentos para notar resistência no seu corpo, mente ou emoções. Como se sente? Restrição? Aperto? Bloqueio Frustração? Confusão? Julgamento?
Sim, todos esses sentimentos são evidências de resistência.

Quando sinto resistência, peço ao meu Eu Superior por compreensão e aceitação criativa. A minha oração será algo assim: "Por favor, mostre-me a raiz da minha resistência e, ao mesmo tempo, dê-me uma ideia de como aceitar criativamente essa situação".

A linha inferior é: A mudança vai acontecer. Eu também vou criar resistência ou aceitação. Uma vez que a escolha contribui para a desintegração do meu caráter e a outra fortalece o meu senso de integridade.

É uma escolha minha.



Aumente o seu Magnetismo

magnetismo pessoal

Passear no bosque, abraçar uma árvore, absorvendo o magnetismo do local.
Os japoneses têm uma expressão para isso: shinrin-yoku, os ingleses traduzem como: forest bathing (banho de floresta, ou seja, imergir-se no magnetismo da floresta), existe outro termo: Nature therapy.

Sh (森林) shinrin significa floresta e yoku (浴) significa banho. Isso refere-se a estar imerso numa floresta ou a um passeio pela floresta. É algo para relaxar, reduzir o stress e melhorar a sua saúde.
Estudos confirmam que isso de facto reduz a pressão arterial e o cortisol. Link do estudo ( aqui) , técnica idêntica é grounding (colocar pés descalços na terra e absorver magnetismo telúrico pelos chacras nas plantas dos pés).



Sílvio Guerrinha

Contact